Caminhe na direcção certa: Cuide dos seus pés com o aconselhamento farmacêutico - Médicos de Portugal

A carregar...

Caminhe na direcção certa: Cuide dos seus pés com o aconselhamento farmacêutico

6 Dezembro, 2014 0

Os nossos pés são uma obra-prima: cada um deles, com os seus 26 ossos, 19 músculos e 107 ligamentos, está concebido para fazer de nós seres que podem caminhar ou estar sentados, andar sobre superfícies demasiado duras ou moles. Entre o movimento e o repouso estaremos sempre muito mais confortáveis desde que os nossos pés sejam alvo dos nossos cuidados, das nossas atenções. Sabe-se que há crianças que nascem com os dedos tortos ou encavalitados, mas com o crescimento, com o caminhar e brincar, os dedos podem endireitar-se.

Mas ao longo da vida, por negligência ou ignorância, podemos cometer algumas tropelias com os nossos pés: usando calçado apertado, saltos altos, sapatos pontiagudos e forros sintéticos.

Não vale a pena iludir: grande parte dos tormentos a que sujeitamos os nossos pés decorre do uso de calçado impróprio. Há calçado que dificulta a respiração, provoca supurações, frieiras e até problemas de circulação. Os saltos acima dos 2 cm podem provocar mal-estar. Mas também os chinelos de quarto podem deformar os pés, há que os substituir periodicamente e usar calçado, tanto em casa como no exterior, que não aperte os dedos e que não deixe descair o calcanhar.

Em suma, estabeleça uma relação harmoniosa entre o que calça e como anda. Evite sapatos muito bicudos e estreitos, eles podem ser responsáveis pelo aparecimento de joanetes, por exemplo; evite os saltos muito altos ou as solas demasiado rígidas; prefira calçado em couro, e nunca se esqueça que a escolha de calçado requer cuidados para ter os seus pés em forma.

Se for comprar sapatos para os seus filhos: certifique-se que a criança experimenta ambos os sapatos de pé e não sentado; procure comprar os sapatos da parte da tarde, quando o tamanho do pé estiver dilatado; o sapato deverá ser suficientemente largo para que os dedos assentem na sola, sem pressões; o calcanhar deverá assentar bem em cima do tacão, havendo o cuidado de evitar que aperte (assim se irão prevenir bolhas e calosidades). Um conselho que vale para a escolha e manutenção do calçado em todas as idades: usar calçado de couro macio para o pé respirar; de sola maleável para permitir um caminhar normal; de bordo interno rectilíneo, para não forçar o dedo grande; de biqueira redonda, correspondente ao leque formado pelos dedos.

Trate bem o calçado, assim também contribuirá para a saúde dos seus pés: não os ponha a secar junto de uma fonte de calor, causará um maior desgaste, as solas de borracha podem amolecer; não use sempre os mesmos sapatos pois a humidade quente revela-se particularmente favorável ao desenvolvimento de fungos; sempre que possível calce sapatos adequados às situações, seja para conduzir, dar passeios pedestres ou andar na cidade.

[Continua na página seguinte]

Os problemas mais comuns com os nossos pés

A maior parte de nós já sofreu um problema com os pés, desde o pequeno calo, passando pelo pé de atleta, até aos joanetes.

O pé de atleta é uma infecção fúngica contagiosa que se desenvolve principalmente entre os dedos dos pés, primeiramente entre o dedo mais pequeno e o seguinte, onde a pele fica inflamada e avermelhada podendo escamar e originar fissuras e entre dos dedos. Pode também localizar-se debaixo do arco do lado interior do pé, sob a forma de um conjunto de pequenas bolhas contendo um fluido aquoso. Este pé de atleta provoca, regra geral, comichão, a sensação de ardor ou queimadura. Se andar descalço em balneários, piscinas e ginásios, poderá contrair esta micose ou infecção fúngica. Quando não tratado, o pé de atleta pode espalhar-se por toda a planta do pé. No seu tratamento, podem ser aplicados medicamentos, que não prescindem de aconselhamento farmacêutico.

Páginas: 1 2 3 4 5 6

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.