PRÉMIO BIAL distingue trabalho sobre doenças do envelhecimento e neurodesenvolvimento - Página 2 de 6 - Médicos de Portugal

A carregar...

PRÉMIO BIAL distingue trabalho sobre doenças do envelhecimento e neurodesenvolvimento

7 Maio, 2009 0

Os grandes objectivos deste trabalho do Prof. Miguel Castelo Branco passam pela massificação dos novos métodos de imagem; pelo diagnóstico do autismo (doença do foro comportamental) através de técnicas de imagem cerebral dentro de cinco anos e por aprofundar estudos no âmbito da neuroreabilitação, nomeadamente em doenças como o autismo, síndrome de Asperger e síndrome de Williams.

O PREMIO BIAL de Medicina Clínica distinguiu um trabalho de investigação sobre as doenças reumáticas inflamatórias, como a artrite reumatóide, espondilite anquilosante, as artrites microcristalinas (por exemplo, a gota) e as doenças difusas do tecido conjuntivo (por exemplo, o lúpus) e a forma como os progressos na medicina influenciaram a prática clínica nos últimos dez anos. A equipa, liderada pelo Prof. João Eurico da Fonseca estudou o modelo de evolução da abordagem terapêutica das doenças reumáticas inflamatórias baseado no conhecimento fisiológico das mesmas e na introdução de fármacos biológicos. Este trabalho foi desenvolvido ao longo dos últimos dez anos no seio de um Centro Médico Académico (Instituto de Medicina Molecular – Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa – Hospital de Santa Maria), integrando investigação biomédica e a investigação clínica.

[Continua na página seguinte]

O estudo reflecte igualmente a importância do prognóstico da doença. Esta equipa está a definir marcadores de prognóstico da doença, que indicam numa fase inicial da doença se esta tem uma evolução rápida e grave, procurando oferecer a melhor opção terapêutica possível.

A equipa está, igualmente, a desenvolver bases de dados clínicos e laboratoriais, incluindo um Biobanco Nacional de Reumatologia que permite o registo electrónico rigoroso dos dados dos doentes reumáticos. Estes registos permitirão conhecer, estudar e verificar a evolução dos doentes, optimizando os recursos financeiros mobilizados pelo Sistema Nacional de Saúde para as novas abordagens de tratamento das doenças reumáticas.

As doenças reumáticas constituem o grupo de patologias crónicas com maior impacto na prática da clínica geral nos países mais desenvolvidos: são as doenças mais frequentes, são o principal motivo de consulta médica e são a principal causa de incapacidade temporária e definitiva para o trabalho. O estudo desenvolvido salienta a forma como a concepção clínica sobre estas doenças tem evoluído e como obriga os reumatologistas a redefinir os paradigmas de diagnóstico, tratamento e monitorização dos doentes.

O valor do prémio irá ser aplicado integralmente pela Unidade de Investigação em Reumatologia do IMM em investigação na área das doenças reumáticas tendo em vista o desenvolvimento da investigação e da qualidade da prática clínica na área da Reumatologia, melhorando a capacidade funcional e a qualidade de vida dos doentes reumáticos em Portugal. Esta Unidade tem como objectivo a integração na Rede Europeia de Centros de Reumatologia de Excelência (organizada pela European League Against Rheumatism) e permitir o acesso ao mais alto padrão mundial de qualidade de prestação de cuidados médicos para os doentes reumáticos.

A edição 2008 do PREMIO BIAL distinguiu, ainda, três trabalhos com Menções Honrosas, no valor de 5 mil euros cada. Um desses trabalhos foi “Saúde para Todos”, um projecto desenvolvido desde 1988 em São Tomé e Príncipe, pelo Instituto Marquês de Valle Flôr, uma ONG portuguesa para o desenvolvimento fundada em 1951. O estudo, desenvolvido por uma equipa multidisciplinar integrando médicos, geógrafos e gestores avaliou os impactos do projecto “Saúde Para Todos” após a introdução de diversos serviços preventivos, primários e assistenciais que abrangeram a protecção materno-infantil, a saúde reprodutiva, a saúde escolar, programas de vacinação, o saneamento do meio, informação e educação para a saúde, por forma a prevenir as doenças e quebrar as cadeias da sua transmissão.

Páginas: 1 2 3 4 5 6

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.