Consulta de Saúde do Viajante - Médicos de Portugal

A carregar...

Consulta de Saúde do Viajante

28 Julho, 2014 0

Quando falamos em saúde do viajante, de que estamos a falar? Viajar no Verão: é associado frequentemente a ambientes com exotismo e climas quentes, mesmo que o motivo da viagem possa incluir trabalho.

Estamos a falar principalmente de viagens para fora da Europa, onde pode haver riscos de saúde a ponderar, riscos que podem ser minimizados se o viajante agir de forma informada e souber tomar as devidas precauções, antes, durante e após a viagem. Para tal existem consultas de aconselhamento ao viajante, que devem ser encaradas como um assunto fundamental na preparação da viagem.

Na verdade, não é matéria de somenos importância: dependendo do destino, há o risco de contrair algumas doenças infecciosas (caso da malária, poliomielite, sarampo); além disso, existem doenças transmitidas pelo consumo de águas e alimentos contaminados, em que uma das mais conhecidas se dá pelo nome de diarreia do viajante. Para se proteger destes e de outros riscos associados, pode ser necessária a administração de vacinas, obrigatórias quando se viaja para certos destinos.

É importante saber como se deve proteger das picadas de alguns insectos que são vectores de doenças, quais os medicamentos que deve levar consigo e os cuidados a ter com o seu transporte, os protectores solares mais adequados, as medidas de higiene individual, e nunca esquecer que no que diz respeito à saúde sexual, esta depende exclusivamente de si. Em menor grau, o viajante pode ser confrontado com alterações no seu organismo devidas a mudanças de altitude, à humidade e à distinta flora bacteriana no local para onde viaja, que podem desencadear um estado de doença. Como vê, é mesmo um assunto sério.

 

O que é a consulta de saúde do viajante, o que esperar dela?

Sempre que viajar para fora da Europa, sempre que viajar para países tropicais ou para destinos exóticos, o viajante deve dirigir-se a uma consulta efectuada por médicos devidamente capacitados que o podem informar sobre os riscos para a saúde e o modo de os evitar. Nessa consulta dar-se-á especial atenção aos seguintes aspectos:

» Avaliação individual dos riscos associados à viagem, com o respectivo aconselhamento sobre quais as atitudes e os comportamentos preventivos adequados;

» Informação sobre os principais agentes causadores de doença no destino da viagem e formas de evitar o contágio e/ou tratar a doença;

» Revisão do estado de imunidade do viajante e indicação das vacinas obrigatórias/recomendadas para o destino final;

» Informação sobre a profilaxia para a malária/paludismo e outras doenças endémicas, sempre que aplicável;

» Indicação das precauções para grupos de viajantes com particularidades especiais como as grávidas, as crianças, os idosos, os imunodeprimidos e indivíduos com insuficiência renal, hepática, cardíaca ou outras doenças crónicas;

» Recomendação e prescrição da farmácia pessoal a levar para a viagem;

» Avaliação dos problemas de saúde no período pós-viagem.

 

[Continua na página seguinte]

É bom que se fique a saber que esta consulta especializada também pode envolver a assistência médica após o regresso, diagnóstico de problemas de saúde eventualmente contraídos durante a viagem, bem como o controlo periódico de indivíduos que passam temporadas prolongadas em países ou regiões onde o risco de contrair doenças é elevado. E é também bom saber que nestas consultas podem ser administradas algumas vacinas, incluindo a da febre-amarela, e são emitidos certificados internacionais de vacinação.

Páginas: 1 2 3 4 5 6

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.