Cuidados a ter com a saúde dos pés - Médicos de Portugal

A carregar...

Cuidados a ter com a saúde dos pés

10 Junho, 2014 0

O pé humano é uma obra mestra biológica. A sua arquitectura forte, flexível e funcional capacitam-no para fazer bem o seu trabalho, no entanto, está sujeito a muitas alterações, sendo uma das partes do corpo humano mais exposto a lesões.

O pé humano é complexo e contém, apesar do seu tamanho relativamente pequeno, 26 ossos, 33 articulações e uma rede de mais 100 tendões, músculos e ligamentos, sem mencionar vasos sanguíneos e nervos.

As dores no pés são um dos problemas de saúde mais comum, umas vezes devido a características hereditárias, mas na sua maioria devido ao impacto acumulado de uma vida de abusos e negligências.

Segundo a APMA (American Podiatric Medical Association) alguns estudos demonstram que 75 % dos Norte-americanos sofrem de problemas nos pés de maior ou menor gravidade em algum momento das suas vidas, no entanto, e segundo os mesmos estudos, muitos deles não procuram tratamento, porque crêem que as dores nos pés são normais e espectáveis ocorrer, resignando-se a suportar.

 

O calçado apropriado pode reduzir os problemas dos pés

Desde os primórdios que o Homem sentiu a necessidade se calçar, de acordo com as necessidades reais e percepcionadas. Tendo o desenho, o material e as características do calçado evoluído de acordo com aspectos como a protecção, o suporte, a comodidade, a resistência e até mesmo com o estilo.

Dependendo da actividade profissional e desportiva os pés suportam enormes pressões durante a vida diária, sendo como tal, susceptíveis a mais problemas do que qualquer outra parte do corpo. Neste sentido é fundamental a utilização de calçado apropriado e que este não se torne mais uma fonte de problemas.

Por norma, um bebé quando começa a andar não necessita de sapatos propriamente ditos, é importante permitir à criança que anda descalço (com meias antiderrapantes) em casa de modo a desenvolver a força dos músculos dos pés bem como a habilidade de agarrar com os dedos.

Apenas quando a criança se torna mais crescida e activa (por volta dos 13, 14 meses) o uso de sapato torna-se necessário, sendo importante a atenção dos pais com o tamanho do calçado pois a velocidade com que é necessário trocá-los por números maiores por vezes é surpreendente. Calçado apertado impede o crescimento adequado dos pés.

No que diz respeito ao calçado do adulto, as mulheres são quem castigam mais os pés com a utilização de calçado inapropriado (sapato de salto alto – superior a 4 cm – e ou sapatos de ponta muito estreita), sendo aconselhado a alternar durante o próprio dia a utilização deste tipo de calçado por outros mais baixos e espaçosos.

Hoje em dia, já existem sapatos de salto alto cómodos, com tacões compensados e mais espaço para os dedos, que são atractivos para o trabalho e actividades sociais e conseguem aliar critérios de moda e comodidade. A adequação do calçado à actividade desportiva e laboral é também um factor importante para a prevenção das lesões nos pés.

Páginas: 1 2 3 4 5 6

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.