Eu gosto é do Verão… - Médicos de Portugal

A carregar...

Eu gosto é do Verão…

11 Agosto, 2014 0

A tentação de mergulhar em dietas loucas pode significar um desastre. Alimentação equilibrada e exercício físico são essenciais para reduzir peso de uma forma saudável e duradoura. Tal como a motivação…

Será que vale a pena atormentar–se com a aproximação do Verão? Mesmo vendo alguns “pneus” malandros a querer saltar do cós das calças, a flacidez dos braços mais evidente quando usa o o seu novo top ou alguma “casca de laranja” a espicaçar as coxas, enquanto olha, atónita, o espelho e pensa nos excessos alimentares acumulados ao longo do ano, convém manter a calma…

Afinal, durante o resto do ano, nem sempre há preocupação com o tipo de alimentação, o sedentarismo reina e a televisão ou a internet falam mais alto do que um passeio ao ar livre.

E, claro, perder peso é difícil ou não fosse a gula um dos sete pecados mortais… Entre a escassez do tempo para moldar o corpo para um banho de mar e a auto-estima assolada, a dieta surge como a poção mágica. As solicitações atropelam-se com promessas de milagres em meia dúzia de dias. Mé pensar nos efeitos de certas dietas na saúde. Se a obesidade é uma doença, a verdade é que muitas dietas de emagrecimento são um atentado à saúde…

 

Nem tanto ao mar… Nem tanto à terra…

Tendo em conta que todos somos diferentes, é importante escolher uma dieta que nos seja adequada e só um nutricionista tem condições para elaborar uma dieta, tendo em conta as características de cada um, como sejam, a idade, a estatura, a estrutura anatómica, possíveis condições patológicas associadas e estilo de vida. Desta forma, conseguimos obter resultados mais duradouros, ir muito além dos três meses de Verão e evitar a “velha história” de emagrecer para depois engordar novamente…

Muitas dietas desastrosas, e infelizmente propostas, sugerem a minimização (ou mesmo eliminação) de alimentos ricos em hidratos de carbono, como o pão, massa ou arroz. Nada mais errado – os hidratos de carbono fornecem aproximadamente 60% da energia que consumimos.

[Continua na página seguinte]

Proíba-se a proibição de alimentos!… Pela simples razão de que é possível comer de tudo, com moderação e nunca esquecer a prática de exercício físico, que agiliza a substituição da gordura por massa muscular.

Reduzir o consumo diário de calorias é, naturalmente, necessário para perder peso. Transformar as tradicionais três refeições diárias em seis ou sete, evita a necessidade de o organismo armazenar alimentos, e regula o ritmo metabólico. Comer uma fruta, trincar uma cenoura ou beber um iogurte de duas em duas horas é possível, mesmo no local de trabalho.

Ao fazê-lo, além de estar a distribuir a ingestão de alimentos de uma forma mais faseada ao longo do dia, está a aumentar o consumo de alimentos saudáveis.

A mudança dos hábitos alimentares é determinante para uma dieta bem sucedida. Muito importante também é o consumo de água, de um a dois litros por dia.

 

Momentos de glória

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.