Os seniores e as vitaminas: …mas eu também preciso? - Médicos de Portugal

A carregar...

Os seniores e as vitaminas: …mas eu também preciso?

22 Novembro, 2011 0

É importante uma alimentação equilibrada ao longo de toda a vida. Na idade mais avançada, em que cataratas, osteoporose, alterações do sistema imunitário, perturbações musculares, neurológicas e cardiovasculares são comuns, a dieta reveste-se de particular importância.

É importante uma alimentação equilibrada ao longo de toda a vida. Na idade mais avançada, em que cataratas, osteoporose, alterações do sistema imunitário, perturbações musculares, neurológicas e cardiovasculares são comuns, a dieta reveste-se de particular importância.

Para além disso, a escassez de vitaminas e minerais é frequente na população sénior devendo ser acautelada com o recurso a suplementos alimentares, sempre que necessário.

Com a idade sénior, surgem necessidades nutricionais próprias. Quando a dieta habitual não é adequada para responder às necessidades nutricionais específicas do idoso, pode desenvolver-se um estado de má-nutrição, originando fadiga, fraqueza muscular, anemia, redução das defesas imunitárias, entre muitos outros.

De modo a evitar quer a obesidade, quer a desnutrição na terceira idade, o regime alimentar deve ser acompanhado e alvo do aconselhamento de um profissional de saúde. Um dos primeiros ajustamentos prende-se com a quantidade de energia de que necessitam. A diminuição da actividade física e o abrandamento do metabolismo fazem com que devam ser ingeridas menos calorias, estando provado que a diminuição do aporte energético exerce uma função protectora contra as doenças típicas desta faixa etária como a diabetes e a hipertensão.

Nos seniores, pelo contrário, a necessidade de vitaminas, minerais e fibras, nutrientes com função protectora e reparadora do organismo, está aumentada. À medida que envelhecemos perdemos massa muscular, devido à gradual inactividade física mas também ao decréscimo de consumo de nutrientes, por isso as necessidades proteicas para manter o tecido muscular num idoso saudável são idênticas às de um adulto, podendo mesmo estar aumentadas em algumas situações patológicas. Muitos estudos epidemiológicos evidenciam um significativo número de hospitalizações de idosos no âmbito de processos de desidratação.

As necessidades de hidratação dos seniores são idênticas às dos adultos jovens, sendo o consumo de água particularmente importante em pessoas com doenças crónicas ou que sofrem perdas adicionais de líquidos determinadas, por exemplo, pela toma de certos medicamentos. Uma das particulares necessidades da população sénior reside nos micronutrientes e em algumas vitaminas, como é o caso do cálcio e da vitamina D, que influenciam a densidade mineral óssea e o risco de osteoporose e, por isso, a ocorrência de fracturas.

Também a vitamina B12 tende a escassear com o avançar da idade, podendo dar origem a anemias. A verdade é que o processo de envelhecimento implica uma menor capacidade de transporte dos nutrientes aos vários órgãos do corpo, assim como a menor produção de saliva, que por vezes caracteriza as idades mais avançadas e dificulta a digestão e absorção dos alimentos, que devem ser cuidadosamente seleccionados. Fundamental é saber quais as fontes de vitaminas e minerais determinantes a partir dos 50 anos de idade.

A necessidade em cálcio – presente em alimentos como o leite, queijo, espinafres e amêndoas – aumenta, sobretudo nas mulheres, mais propensas ao risco de osteoporose. As bebidas lácteas fermentadas ajudam também na regulação da flora intestinal e são, além de fonte de cálcio, uma boa opção para o reforço do sistema imunitário e para melhorar a digestão. Mas, para que o cálcio seja mais eficaz nos ossos, o aporte de vitamina D deve ser optimizado – sendo suficiente uma exposição adequada ao Sol e o recurso a alimentos como o salmão, atum, gema de ovo ou iogurtes enriquecidos.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.