Otites: Dores tão aborrecidas… - Médicos de Portugal

A carregar...

Otites: Dores tão aborrecidas…

24 Novembro, 2014 0

As dores de ouvidos são mais frequentes no Inverno, por causa do frio. O incómodo e o desconforto, associados às otites, nem sempre passam pela toma de antibióticos.

As otites são um dos motivos mais frequentes para uma consulta de pediatria. A intensidade da dor que provoca nas crianças é razão suficiente para a preocupação dos pais.

A origem das otites, nas crianças, é, muito frequentemente, viral. No entanto, podem resultar de uma infecção bacteriana sendo que, nestes casos e apenas nestes, o tratamento passa pela toma de antibióticos. A verdade é que as complicações da otite não são assim tão raras. A perda de audição pode ditar algumas dificuldades da aprendizagem da língua.

Os bebés costumam ser mais propensos a otites, especialmente os que tiveram uma otite em idade muito precoce, os que frequentam creches ou infantários e os que vivem em ambientes poluídos pelo tabaco.

Os bebés não conseguem indicar a origem da dor por isso, muitas vezes, quando um bebé está muito irritável, chorando incessantemente e com febre alta poderemos suspeitar de uma otite.

Relativamente ao tratamento, este depende da origem da dor e da gravidade da mesma. Na maioria das situações, quando a causa da otite passa por um vírus, o tratamento visa apenas aliviar a dor, o desconforto e a febre. No entanto, quando a origem provável é outra, as abordagens podem ser variadas, desde a instilação de soluções ácidas com a finalidade de restaurar o ambiente normal do ouvido (naturalmente antibacteriano), o recurso a cortiscosteróides que possuem propriedades anti-inflamatórias e ainda a antibióticos ou antifúngicos, para combater infecções de origem bacteriana ou fúngica. Qualquer destes tratamentos requer um diagnóstico prévio.

Caso o tratamento passe pela aplicação de gotas auriculares, se aquecermos o frasco nas mãos colocando o líquido mais próximo da temperatura corporal, podemos contribuir para reduzir a dor aquando da aplicação das gotas.

No campo da investigação, o foco está na concretização de uma vacina contra os principais vírus e bactérias responsáveis pelas otites, desde os tenros dois meses de vida.

 

O que fazer com a dor?

Entre a manifestação da dor de ouvido e o início do tratamento, há um período de tempo que se torna, por vezes, desesperante. A aplicação de calor local, por exemplo, uma botija de água quente colocada sobre o ouvido pode acalmar a dor. O que não invalida – e jamais substituirá – o aconselhamento médico ou farmacêutico.

As otites são um dos motivos mais frequentes para uma consulta de pediatria. A intensidade da dor que provoca nas crianças é razão suficiente para a preocupação dos pais.

A origem das otites, nas crianças, é, muito frequentemente, viral. No entanto, podem resultar de uma infecção bacteriana sendo que, nestes casos e apenas nestes, o tratamento passa pela toma de antibióticos. A verdade é que as complicações da otite não são assim tão raras. A perda de audição pode ditar algumas dificuldades da aprendizagem da língua.

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.