Dossier: Acne - Médicos de Portugal

A carregar...

Dossier: Acne

30 Novembro, 2008 0

O que é a Acne? A Acne é uma doença das unidades pilossebáceas que é observada predominantemente em jovens e localizada quase sempre na face e tronco. É uma patologia muito comum, afectando cerca de 80% dos adolescentes e jovens adultos com idades compreendidas entre os 11 e os 30 anos de idade.

 

As unidades pilossebáceas são constituídas pelo folículo piloso (invaginação do revestimento superficial da pele onde se forma o pêlo) e por uma glândula sebácea associada, que lança a secreção no interior do folículo, através do qual atinge a superfície cutânea. São mais numerosas no couro cabeludo, face, pescoço e parte superior do tronco mas, enquanto no couro cabeludo o componente piloso é dominante, nas outras regiões e localizações frequentes da acne predomina o elemento sebáceo.

 

Como surge?

Os factores mais importantes no aparecimento da Acne são: a alteração do crescimento das células do folículo piloso – que provoca a acumulação de células mortas no seu interior – e o aumento da dimensão das glândulas sebáceas com produção excessiva de sebo (substância oleosa produzida por estas glândulas). Estes factores estão na origem do microcomedão, uma lesão microscópica que poderá evoluir formando os pontos brancos e negros.

A acumulação de sebo e células mortas, por seu lado, também favorece o crescimento das bactérias que vivem nos poros e que contribuem para o aparecimento de inflamação. Quando ocorre o processo inflamatório, pode desenvolver-se vermelhidão em torno do folículo originando borbulhas maiores, as pápulas, pústulas ou nódulos.

A partir da puberdade, o aumento da secreção de hormonas sexuais masculinas, característico dessa idade em ambos os sexos, ocasiona em alguns jovens uma resposta anormal do folículo pilossebáceo, que se traduz na excreção de sebo mais abundante e na modificação das características do revestimento dos folículos, o que dificulta a drenagem do sebo. Em consequência disso, formam-se os comedões abertos e fechados.

O comedão aberto constitui o conhecido “ponto negro”, que corresponde ao orifício dum folículo pilossebáceo aberto mas obstruído por rolhão de sebo. O comedão fechado, ou “ponto branco”, resulta da retenção de sebo num folículo em que o orifício não é visível a olho nu e manifesta-se por pequena elevação arredondada, do tamanho aproximado de cabeça de alfinete e cor esbranquiçada.

A formação de comedões, e a consequente estase na drenagem sebácea, acompanha-se de colonização dos folículos por bactérias e leveduras. Um desses agentes microbianos, o Propionibacterium acnes, parece ter papel importante na evolução subsequente da doença. A inflamação, que leva ao aparecimento das pápulas e pústulas, é desencadeada e mantida por substâncias chamadas mediadores da inflamação, produzidas em grande parte por acção aquela bactéria.

As pápulas, popularmente designadas por “borbulhas”, com aspecto de pequenas saliências vermelhas e arredondadas, têm dimensões próximas dum grão de arroz. As pústulas são, também, lesões salientes e volume semelhante, mas contendo pus.

Os nódulos inflamatórios são maiores, nalguns casos com mais de 1 centímetro de diâmetro, têm cor vermelha e são frequentemente dolorosos. Resultam de processo inflamatório mais intenso, com maior extensão. Os cistos, também volumosos e arredondados, com ou sem sinais inflamatórios, têm conteúdo viscoso, cremoso e amarelado.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.