A Terapia Psicológica - Médicos de Portugal

A carregar...

A Terapia Psicológica

16 Setembro, 2007 0

Boas! Como é do saber de todos, a terapia com um enfoque psicológico é nos dias de hoje uma prática recorrente e aceite por todos, como uma forma de intervenção que visa melhorar a condição de vida das pessoas, utilizando várias técnicas e métodos para o fazer.

O meu objectivo não é falar das particularidades técnicas e metodológicas das diferentes terapias, que como sabem ou não, rondam em mais de 200 especialidades, mas sim, falar de uma forma geral, da sua importância no ser humana e de algumas ideias que a circundam, dando uma opinião livre e descomprometida.

É comum associar-mos à terapia, algo que soa a sombrio, obscuro, desconhecido e subjectivo, receando-a como uma actividade que possa magoar ou infligir dor em cada um de nós, ou até piorar a nossa condição de vida, confrontando-nos com padrões de comportamento, ou condutas desajustadas que por vezes imprimimos no nosso dia a dia.

Por outro lado, também é comum, vê-la como uma salvadora, um ponto de socorro e um abrigo para pudermos resolver nossos anseios e mal estares internos, ajudando-nos a redescobrir novos horizontes e sentidos para a vida.

Nos dois casos, de uma forma geral, percebe-mos que a terapia é um lugar que suscita curiosidade, estando carregada de uma atmosfera enigmática capaz de nos surpreender tanto no reconhecimento daquilo que nos inflige dor, como nas matrizes que nos proporcionam alegria, por assim dizer, poderíamos dizer e identificá-la como um lugar de crescimento, um ponto de encontro entre mim, o outro e o mundo.

De alguma forma, todos sentimos que por vezes a vida não é fácil, e em jeito de off the record, (tal sentimento ecoou-me certo dia numa consulta, onde uma criança 10 anos que acompanhava em terapia certo dia, num tom de desabafo diz-me; – a vida não é fácil…), reconheci e senti tal expressão como uma metáfora para as barreiras e dificuldades que passamos por vezes para concretizar nossas ambições, além da demanda do quanto custa crescer e enfrentar todos esses obstáculos que impedem que nossas motivações e sonhos mais profundas se materializem.

Mas uma coisa acredito e devemos acreditar, à sempre alguém pronto para ajudar e para nos devolver um novo sentido para a vida quando esta se ofusca, e só no caso de não querermos é que tudo se torna mais difícil, portanto acreditar e pedir ajuda não é uma coisa que mereça ser desvalorizada, mas sim, entendida como uma vontade de mudar e transformar nossas vidas para um lugar melhor e mais harmonioso.

E é aqui que a terapia entra, na maioria das vezes, excepto quando os problemas que inquietam assumem outras componentes, mais do forro do biológico, e tem como objectivo, ajudar a pessoa a ultrapassar tais situações difíceis, restabelecendo seu equilíbrio emocional, ajudando-a a pensar sobre os motivos que a inquietam e a potenciar a sua autonomia e capacidade criativa na resolução de seus conflitos internos, para que de uma próxima vez que receba uma visita, ou uma brincadeira de mal gosto, possa estar protegida por si própria.

Por fim, e nas poucas palavras que escrevi, acho que a terapia é um lugar para que o ser se possa conhecer melhor e elevar-se a uma aventura na descoberta de sua própria essência, a sua realidade última, em resumo, é um lugar de crescimento e descoberta de si mesmo.

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.