Cocaína, Heroína, Haxixe, Ecstasy - Consumo abusivo de substâncias causa perturbações no humor - Médicos de Portugal

A carregar...

Cocaína, Heroína, Haxixe, Ecstasy – Consumo abusivo de substâncias causa perturbações no humor

22 Junho, 2017 0
cocaina_heroina_haxixe_ecstasy-1200x400.jpg

As bebidas alcoólicas têm uma característica curiosa. Acontece que o consumo abusivo confere os três efeitos já abordados: psicanaléptico, psicodisléptico e psicoléptico.

«Com uma dose acima da moderada, é obtido um efeito estimulante, uma euforia exacerbada. Havendo continuidade deste consumo, ocorre uma intoxicação, acompanhada de uma manifesta perturbação, inclusive com alterações da percepção da realidade. Continuando a insistir no consumo, surge o estado sedativo, porventura a anestesia ou coma», explica o especialista.

Enquanto de início, o consumo de álcool é propagandeado por muitos consumidores, mais tarde é dissimulado.

«O doente alcoólico é uma pessoa isolada, porventura abandonada, com enormes dificuldades de prestação de actividade profissional. A vida familiar é caótica e há variadas repercussões directas e indirectas, como sejam, os acidentes rodoviários ou as doenças hepáticas», indica o psiquiatra, que menciona um facto:

«Enquanto a promoção para o consumo de substâncias ilícitas é feita “de boca em boca”, a promoção do álcool passa pela publicidade. Veja-se, por exemplo, a criação das ladys-night, que fomentam o consumo e de forma gratuita, nas senhoras.»

E desmistifica algumas crenças: «O álcool não aquece; não abre o apetite, embora seja chamado de aperitivo; não promove a digestão, mas há quem o chame de digestivo; não dá força, inteligência ou memória, pelo contrário; e do ponto de vista sexual, aumenta o desejo mas diminui a capacidade.»

Outras dependências

As sociedades evoluem, sendo também inevitável um processo evolutivo nas dependências. «A saúde mental é uma área em que não pode deixar de olhar para as substâncias de abuso e para os comportamentos aditivos com uma atenção muito particular», refere Luís Patrício, explicando:

«Não se trata só da substância. Hoje em dia ocupamo-nos de outras dependências, que também são muito danosas, como a da Internet ou do jogo.»

Num centro equivalente ao CAT das Taipas, em Paris, foi criado uma consulta para os utilizadores compulsivos de Internet. Esta dependência é até bastante complexa, na medida em que pode ter associadas outras dependências. Por exemplo, os cibernautas podem recorrer a estimulantes, nomeadamente anfetaminas, para se manterem activos horas a fio em inúmeras relações virtuais.

Páginas: 1 2 3 4

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.