Crianças: Fragilidade à flor da pele - Médicos de Portugal

A carregar...

Crianças: Fragilidade à flor da pele

6 Julho, 2014 0

A pele das crianças exige cuidados especiais: afinal, é mais frágil e por isso mais susceptível às agressões externas. Há assim que saber escolher os produtos de higiene, hidratação e protecção mais adequados – para uma pele saudável!

Uma pele singular

A pele, como qualquer órgão, acompanha o crescimento e desenvolvimento do organismo: é natural que, na infância e até à puberdade, ainda não esteja completamente preparada para enfrentar o meio ambiente e desempenhar a sua importante função protectora.

Assim, a pele das crianças caracteriza-se por:

» Menor espessura da sua camada mais superficial, o que a deixa mais permeável;

» Tendência à secura, devido a uma reduzida actividade das glândulas sebáceas;

» Transpiração diferente da do adulto, devido à diferente actividade das glândulas que produzem o suor;

» pH neutro, o que pode facilitar o desenvolvimento de bactérias.

 

Razões para cuidar

Além destas características especiais, que a pele das crianças entre os 3 e os 12 anos apresenta, acaba também, por força da idade, por estar mais exposta a agressões externas: afinal, crianças destas idades andam muito ao ar livre… É por todas estas razões que há que dedicar à sua pele cuidados especiais. O que passa por usar os produtos de higiene e protecção mais adequados.

Assim, na hora de escolher, diga:

SIM a formulações suaves, sem sabão e com pH próximo da neutralidade, de preferência com uma substância hidratante. Preferindo-as a formulações com perfumes, fragrâncias, conservantes e corantes, pois podem causar irritação cutânea nas peles mais sensíveis.

 

Cuidados passo a passo…

Os cuidados com a pele infantil passam pela limpeza, hidratação e protecção – para cada uma destas etapas há produtos adequados:

» Limpeza – para reforçar o papel da água na remoção de resíduos, os produtos devem respeitar as características da pele. Sem serem agressivos, sem corantes nem fragrâncias e com pH neutro, próximo do da pele da criança;

» Hidratação – os produtos devem conter substâncias emolientes (por exemplo, aveia), que ajudam a combater a secura da pele; devem aplicar-se após o banho, com a pele ainda húmida;

» Protecção – para tal, usam-se formulações-barreira (cremes, pomadas ou pastas), que defendem a pele das agressões externas.

Todos estes produtos estão disponíveis em múltiplasapresentações – o importante é que respeitem a pele e deixem a criança confortável.

FARMÁCIA SAÚDE – ANF

www.anf.pt

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.