PRÉMIOS GRÜNENTHAL DOR 2005 » RECONHECIMENTO DOS MELHORES TRABALHOS PORTUGUESES DE INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DA DOR - Médicos de Portugal

A carregar...

PRÉMIOS GRÜNENTHAL DOR 2005 » RECONHECIMENTO DOS MELHORES TRABALHOS PORTUGUESES DE INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DA DOR

25 Janeiro, 2007 0

A Fundação Grünenthal, pela mão do seu presidente, Walter Oswald, vai entregar os Prémios Grünenthal Dor 2005, no dia 27 de Janeiro, cerca das 13 horas, no auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica.

Trata-se da atribuição do mais prestigiado galardão na área da dor e que será entregue durante o 4º Convénio da Associação para o Desenvolvimento da Terapia da Dor (ASTOR)/5ªs Jornadas da Clínica de Dor do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil E.P.E.

O Prémio Grünenthal Dor é um galardão anual criado pela Fundação Grünenthal, destinado a premiar trabalhos em língua portuguesa, da autoria de médicos ou outros profissionais de saúde, sobre temas de investigação clínica ou básica relacionados com a dor, nas múltiplas vertentes biológica, diagnóstica, terapêutica, epidemiológica ou psicossocial.

Prémio Zaldiar-ASTOR

Para as 17h45 está marcada a atribuição do Prémio Zaldiar-ASTOR, um galardão anual criado pela ASTOR e pela Grünenthal, destinado a distinguir trabalhos originais em língua portuguesa sobre aspectos de investigação básica ou clínica no âmbito do tratamento da dor ou descrição de casos clínicos, da autoria de médicos e/ou enfermeiros e/ou psicólogos e apresentados sob a forma de comunicação livre. O melhor trabalho receberá um valor pecuniário de 2000 €.

Prontuário das Unidades de Dor Portuguesas

A segunda edição, revista e actualizada, do Prontuário das Unidades de Dor Portuguesas será apresentada durante o 4º Convénio da ASTOR.

Com edição de José Manuel Caseiro, director do Serviço de Anestesiologia do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil E.P.E., e patrocinada pela Grünenthal, esta publicação apresenta uma informação mais completa de todas as unidades de dor nacionais, com descrição dos especialistas agregados, morada, contactos, horário de consulta e locais, bem como as suas mais importantes valências.

«Após o fulgor que caracterizou o final do século passado e o início deste, no que diz respeito ao crescimento do número de unidades no nosso país, a progressão mostra-se agora mais lenta, talvez mesmo insegura, por variadas razões que tornariam bem interessante uma profunda reflexão sobre o assunto», afirma José Manuel Caseiro no prefácio do prontuário.

O especialista vai moderar a mesa «Unidades de dor aguda: realidade ou ficção», a realizar às 15 horas, e falará sobre os aspectos organizacionais destas unidades.

NULL

NULL

NULL

NULL

NULL

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.