Rinite e asma devem ser tratadas como faces da mesma moeda - Médicos de Portugal

A carregar...

Rinite e asma devem ser tratadas como faces da mesma moeda

1 Março, 2005 0

METAFÓRUM: ESPECIALISTAS PORTUGUESES CHEGAM A CONSENSO

Como melhorar o controlo dos doentes asmáticos com rinite alérgica?». Foi esta a questão orientadora, à qual 29 profissionais de saúde, doentes e jornalistas tentaram responder com todo o rigor científico, no âmbito da Conferência Nacional de Consenso – Metaforum.

Os moderadores da reunião, que decorreu recentemente em Lisboa, foram o Prof. Bugalho de Almeida, director do Serviço de Pneumologia do Hospital de Santa Maria, o Dr. Mário Morais de Almeida, presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) e o Eng.º Soromenho Rocha, presidente da Associação Portuguesa de Asmáticos (APA).
A iniciar os trabalhos apresentaram-se os resultados de uma metanálise que envolveu mais de 66.000 indivíduos de vários países da Europa e dos EUA. Esta análise permitiu constatar que a asma e a rinite não são reconhecidas como um problema importante, nem o sendo também a inflamação das vias aéreas subjacente que, se não for tratada, pode causar alterações irreversíveis.

O grupo de trabalho – que reuniu vários pneumologistas, alergologistas e clínicos gerais – elaborou, após a discussão em plenário, uma declaração consensual. Assim, se por um lado se chegou à conclusão de que asma e rinite alérgica têm um forte impacto social, também houve o reconhecimento por parte deste grupo de especialistas de que a rinite está frequentemente relegada para segundo plano, o que resulta num «subdiagnóstico e subtratamento».

E se «é notória uma percepção deficiente da realidade por elevada percentagem dos doentes», que subvalorizam os seus sintomas, também se torna evidente que «a insuficiente comunicação entre os diversos intervenientes na prestação de cuidados de saúde, entre estes e os doentes e com a sociedade civil». Os especialistas acreditam que estas falhas de comunicação limitam a aquisição de competências que permitem ao doente fazer um controlo eficaz da sua condição e apontam «uma clara discrepância entre as necessidades e expectativas dos doentes e a percepção e objectivos do médico».

Assim, defende o painel de peritos, é necessária uma melhor abordagem integrada (dos pontos de vista clínico e terapêutico), da asma e rinite. Tal objectivo poderá ser alcançado fazendo cair por terra mitos e crenças – promovendo-se um melhor conhecimento acerca das patologias – e, por outro lado, adaptando, actualizando, simplificando e avaliando as normas de orientação.

Sendo a asma e a rinite consideradas como «duas faces da mesma doença», o painel de especialistas concorda que «as medidas anti-inflamatórias devem ter um início precoce» e que «a prestação de cuidados deve englobar uma equipa alargada».

Por fim, a avaliação periódica deste grupo de doentes deve ser assegurada, por forma a corrigir erros e adaptar as acções/
/terapêuticas às necessidades sentidas.

«Será desejável que se discuta o tratamento proposto e que este seja contratualizado com os doentes, assim como será igualmente desejável a existência de políticas que protejam os doentes, que sejam periodicamente avaliadas e alteradas em função das suas necessidades», conclui o grupo de profissionais reunidos no Metaforum.

Que medidas urge tomar?

As iniciativas que podem determinar um maior controlo da asma e da rinite, com o objectivo de melhorar a qualidade de vida dos doentes, passam por:
– Ao nível do diagnóstico, deve haver uma avaliação global e sistemática dos sintomas da rinite nos doentes asmáticos e vice-versa e, ao nível do tratamento, deve procurar-se uma terapêutica global, que possa actuar ao nível das duas patologias;
– Investigação clínica (elaboração de protocolos de investigação, inquéritos, etc.);
– Racionalização da terapêutica (por exemplo, elaboração de normas adaptadas ao País, promovendo a racionalização de fármacos);
– Formação de equipas de saúde, familiares, professores e jornalistas;
– Organização dos cuidados de saúde;
– Promover a capacitação dos doentes e da família para o tratamento da asma e da rinite alérgica;
– Promover a divulgação sobre a asma e a rinite junto do grande público.

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.