Qual o seu risco genético? - Página 3 de 3 - Médicos de Portugal

A carregar...

Qual o seu risco genético?

28 Janeiro, 2009 0

 

[Continua na página seguinte]

Devem ser encaminhados a esta consulta doentes diagnosticados de cancro em idade jovem, diagnóstico de cancros pouco frequentes, doentes diagnosticados de várias neoplasias diferentes, neoplasias associadas a defeitos congénitos e quando existem vários membros da mesma família com a mesma neoplasia ou associada a uma síndrome conhecida como pode ser neoplasia de mama e ovário.

Como vemos, não só os médicos relacionados com a oncologia devem conhecer a metodologia destas consultas. Hoje em dia, torna-se muito importante que qualquer médico, muito especialmente na atenção primária (pelo grande fluxo de doentes que recebem), saibam identificar que tipo de doentes devem ser encaminhados a estas consultas.

Se conseguirmos fazer um bom filtro de pessoas que podem pertencer a uma família de alto risco de padecer cancro, poderemos pôr medidas de prevenção primária/secundária e até aplicar técnicas de profilaxia que podem diminuir praticamente em 100% o risco de padecer algum tipo determinado de cancro.

Podemos finalizar dizendo que ainda estamos no inicio de um longo caminho nesta área. Temos a certeza que há muitas mutações genéticas que podem predispor ao cancro que actualmente não são conhecidas, por isso hoje em dia, nestas consultas, o nosso primeiro objectivo não é identificar uma mutação mas sim estudar correctamente as famílias em risco de predisposição hereditária ao cancro e poder aplicar medidas de vigilância mais apertadas que na população geral.

Assim, podemos diagnosticar tumores precocemente, o qual, pode melhorar drasticamente o prognóstico do doente oncológico.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.