Novo dispositivo restabelece independência aos doentes de Parkinson - Médicos de Portugal

A carregar...

Novo dispositivo restabelece independência aos doentes de Parkinson

6 Abril, 2009 0

No âmbito das comemorações do Dia Mundial do Doente com Parkinson, será implantado pela primeira vez em Portugal, no próximo dia 14 de Abril, no Hospital de São João no Porto, o mais recente dispositivo de estimulação cerebral profunda que permite aos doentes de Parkinson recuperar a sua qualidade de vida.

Este novo dispositivo da Medtronic, o Activa PC, sendo mais pequeno que os anteriores dispositivos disponíveis no mercado, permite melhorar a função motora doente de Parkinson, reduzindo as incapacidades motoras características da doença como o tremor ou a rigidez muscular, de forma mais cómoda e com a vantagem de permitir que sejam os doentes a escolher de entre diferentes níveis terapêuticos os que melhor se adequam às suas diferentes actividades diárias.

De acordo com o Prof. Rui Vaz, neurocirurgião e Director do Serviço de Neurocirurgia do Hospital de São João, “este novo dispositivo vem melhorar o bem-estar do doente de Parkinson, na medida em que, sendo mais pequeno, é mais estético e cómodo e tem ainda a vantagem clínica de ser o próprio doente a poder regular a intensidade do estímulo eléctrico, de acordo com os parâmetros escolhidos pelo seu médico”.

Brevemente será também implantado em Portugal o Activa RC, o único neuroestimulador do mundo que, sendo recarregável, reduz consideravelmente o número de cirurgias a que os doentes com distonia estão sujeitos durante o seu tempo de vida, já que, doentes que anteriormente necessitariam de cirurgia de 2 em 2 anos, passarão a viver livres de operações durante aproximadamente 10 anos.

A terapia de estimulação cerebral profunda administra, de forma segura e eficaz, estimulação eléctrica às estruturas do cérebro que controlam a função motora. O Activa é um neuroestimulador que, através da sua implantação cirúrgica, possibilita uma estimulação eléctrica que bloqueia os sinais cerebrais que causariam sintomas como rigidez, dificuldade de movimento e tremor. O neuroestimulador Activa é implantado debaixo da pele na zona do peito conectado a eléctrodos implantados nas áreas cerebrais responsáveis pelo controlo motor.

A doença de Parkinson é uma perturbação degenerativa progressiva do sistema nervoso, sem causa conhecida, caracterizada pelo tremor em repouso, a lentidão na iniciação de movimentos e rigidez muscular. A cirurgia para o tratamento da doença de Parkinson permite que estes doentes possam retomar muitas das actividades diárias e melhorar a qualidade de vida, ao reduzir a intensidade dos sintomas em cerca de 70%.

Estima-se que esta doença afecte cerca de 20 mil portugueses. A sua incidência aumenta com a idade constituindo esta, só por si, um factor de risco.

Hill & Knowlton

www.hillandknowlton.com

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.