Herpes Labial - Médicos de Portugal

A carregar...

O Herpes Labial (HL) é uma doença muito frequente causada pela infecção por um vírus do grupo dos Herpes Simples. Destes existem vários tipos, sendo geralmente o de tipo 1 o causador no caso do HL, enquanto o de tipo 2 é mais frequente nas infecções herpéticas que se localizam na área genital.

Cerca de 90% dos indivíduos entre os 20 e os 40 anos têm anticorpos para o Herpes Simples tipo 1, o que significa que já tiveram contacto com o vírus.

A transmissão do vírus por uma pessoa infectada pode ocorrer quando existem as lesões, mas por vezes também quando não há sintomas. O contágio acontece geralmente por contacto directo com saliva e objectos contaminados.

Depois da primeira infecção pelo vírus Herpes Simples algumas pessoas ficam imunes, mas 20 a 45% têm recorrências. Cerca de 7% da população geral tem pelo menos dois episódios por ano.

 

Manifestações e sintomas Primo-infecção

Na primeira crise de HL, a primo-infecção, o vírus replica no local de contágio na pele e os sintomas iniciam-se cerca de 3 a 7 dias com mal-estar, perda de apetite, febre, gânglios linfáticos aumentados, dor e ardor localizados. Surgem então as lesões que são vesículas e pústulas agrupadas numa área de pele vermelha.

Depois formam-se crostas que cicatrizam em 7 a 14 dias. Os lábios e a boca são os locais mais afectados, mas podem também atingir as gengivas e a orofaringe, dificultando a alimentação. Sobretudo nas crianças a primo–infecção pode ter grande exuberância.

 

Latência

Entretanto o vírus caminha através do nervo até a um gânglio nervoso da região, ficando latente por períodos de tempo variáveis até reactivação.

 

Infecção recorrente

O reaparecimento das lesões da pele pode acontecer espontaneamente ou provocado por vários estímulos como o stress, luz solar, traumatismos, menstruação, infecções ou febre.

Surge geralmente no bordo do lábio, mas pode ser à volta da boca, no nariz ou bochecha. Geralmente a pessoa sente antes ardor ou prurido no local, podendo não passar desta fase, mas geralmente antes de 24 horas surgem as manifestações de HL. Este em regra é menos exuberante e menos sintomático que a primo-infecção e cicatriza em 7 a 10 dias.

As recorrências parecem ser menos frequentes depois dos 35 anos.

É de notar que tanto a primo-infecção como as recorrências podem não ter sintomas e portanto passar desapercebidas.

 

Diagnóstico

O diagnóstico de HL é geralmente fácil pelo aspecto e sintomas das lesões e da sua história. Raramente será necessário efectuar análises específicas para determinar qual o tipo de vírus é o responsável, que como referido anteriormente é mais frequentemente o Herpes Simples tipo 1.

O diagnóstico diferencial faz-se sobretudo com as aftas.

 

Tratamento

O tratamento da infecção herpética não é curativo mas pretende limitar a crise e diminuir a transmissão. Deve ser iniciado o mais precocemente possível no primeiro dia para uma melhor eficácia e pode ser feito com anti-víricos orais, como o aciclovir ou o valaciclovir.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.