Dizer adeus à rinite - Página 2 de 3 - Médicos de Portugal

A carregar...

Dizer adeus à rinite

21 Abril, 2014 0
shutterstock_389428141-1200x400.jpg

Acções de informação e sensibilização dirigidas às pessoas com alergia, aos seus familiares e à população em geral também são muito importantes, na medida em que funcionam como complemento (formativo) das medidas preventivas e/ou da terapêutica.

Mais vale prevenir…

A prevenção torna-se mais fácil depois de se descobrir o alergénio responsável pelas reacções alérgicas. De facto, são várias as medidas que ajudam a prevenir o aparecimento dos sintomas da rinite alérgica, da asma ou do eczema.

Anote:

  • Mantenha o interior da casa limpo, em especial o quarto de dormir;
  • Ventile a casa com regularidade;
  • Aspire o colchão com frequência e use capas de cobertura anti-ácaros;
  • Prefira lençóis de algodão;
  • Use um edredão e almofadas de materiais sintéticos, porque são mais fáceis de lavar;
  • Lave regularmente a roupa da cama a altas temperaturas (+ de 55ºC);
  • Limite o número de bonecos de peluche no quarto e lave-os com regularidade;Evite ter plantas no quarto, já que a terra favorece o aparecimento de fungos;
  • Evite alcatifas e tapetes pesados, pois são difíceis de lavar. É melhor se o chão for de madeira, por exemplo;
  • Lave com frequência os cortinados, pois também acumulam pó;
  • Evite ter arranjos de flores secas como elementos decorativos: além de serem difíceis de limpar, degradam-se e libertam muito pó;
  • Se tiver animais de companhia, areje e aspire a casa com frequência;
  • Evite os passeios no campo, especialmente na Primavera e em dias com mais vento;
  • Feche os vidros do carro quando passa por uma zona com feno e/ou outras plantas susceptíveis de causar reacções alérgicas;
  • Use óculos escuros, em especial se os sintomas se manifestam nos olhos.

Asma

Os alergénios que provocam as crises de asma alérgica são os mesmos responsáveis pelas reacções alérgicas da rinite. É também a maior ou menor exposição aos agentes que determina o grau de gravidade da manifestação dos sintomas. Por norma, surge tosse, aperto torácico, falta de ar e dificuldade em respirar.

O fumo do tabaco pode contribuir para o agravamento destas manifestações. Por sua vez, em alguns casos, estes aparecem apenas com a exposição aos pólenes, com a mudança de temperatura ou com o esforço físico.

A asma pode ter um grande impacto na qualidade de vida, pelo que os sintomas não devem ser desvalorizados. Também devem ser adoptadas medidas preventivas, sendo a principal a evicção do alergénio e/ou factores que contribuem para o agravamento da sintomatologia, como seja a permanência em locais poluídos com fumo de cigarros, sendo totalmente desaconselhado fumar.

Eczema

Ao contrário da rinite e da asma, que se manifestam nas vias aéreas, o eczema manifesta- se na pele com pápulas, vesículas e bolhas, que provocam “comichão” e podem originar crostas e descamação.

Existem diversos tipos de eczemas, sendo o eczema atópico o mais comum. Pode agravar-se com a exposição a agentes como os ácaros ou os animais de companhia e afecta primordialmente os bebés e crianças mais pequenas. Diversos especialistas referem tratar-se da primeira manifestação da doença alérgica, falando mesmo em “marcha alérgica”: o eczema começa por manifesta-se em tenra idade, desaparece habitualmente com o crescimento, dando lugar a outras manifestações da doença alérgica, entre as quais a rinite ou a asma.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.