Resposta Sexual - Médicos de Portugal

A carregar...

Resposta Sexual

15 Novembro, 2011 0

O prazer e a satisfação sexual estão directamente relacionados com as fases do ciclo de resposta sexual, composta por um conjunto de alterações somáticas e físicas que são desencadeadas perante uma determinada estimulação.

Estas fases manifestam-se de forma diferente em mulheres e homens. Segundo os autores William Masters e Virginia Johnson, as fases de resposta sexual são: excitação, plateau, orgasmo e resolução. Mais tarde, na década de 70, Helen Kaplan propôs um modelo composto por três etapas: desejo, excitação e orgasmo.

A qualidade da vida sexual de mulheres e homens está relacionada como o seu corpo responde a estímulos. Contudo, os factores que intervêm na resposta são vários e estão muito interligados e são determinantes para perceber as causas das disfunções sexuais femininas e masculinas.

Desejo

Nem todos os autores consideram como uma fase da resposta sexual. Segundo a investigadora Helen Singer Kaplan, citada por Félix Lopez, “o desejo é o 1º impulso que conduz uma pessoa a procurar ou a estar receptiva a uma actividade sexual.” Já no século 21 outros investigadores consideram que o desejo sexual, nomedamente na mulher, pode não ser espontâneo, mas manifestar-se já durante a relação sexual.

Os impulsos surgem normalmente associados a estímulos diferentes e a resposta depende de pessoa para pessoa, de mulheres para homens.

O desejo sexual é influenciado por múltiplos factores (factores psicológicos, relacionais, culturais…). Quando há perturbações de desejo, a eficácia da terapia depende muito do diagnóstico que é feito a partir da análise desses mesmos factores. Ansiedade, expectativas, estilo de vida, experiências sexuais negativas ou abusos, depressão, são algumas das causas possíveis das perturbações do desejo.

Excitação

A excitação é a consequência de uma estimulação sexual. A estimulação pode ser física, psicológica ou uma combinação de ambas.
Nesta fase, há uma série de alterações físicas que prepara o corpo para a actividade sexual.

Nas mulheres:
A vasocongestão na zona genital desencadeada pela excitação é responsável pelas principais alterações fisiológicas nas mulheres:

Lubrificação vaginal – Como as paredes da vagina ficam mais húmidas a penetração do pénis é mais fácil. Durante a menopausa, a capacidade de lubrificação das mulheres diminui. A utilização de lubrificantes pode ajudar as relações sexuais vaginais.
os grandes lábios separam-se, elevando-se
os pequenos lábios engrossam
o clítoris aumenta de tamanho
o útero é empurrado ligeiramente para cima
há um entumescimento dos mamilos
os músculos ficam mais tensos

Nos homens:
O primeiro sinal da excitação nos homens é a erecção do pénis que resulta de um maior e mais rápido de afluxo de sangue.
Os testículos começam a elevar-se e aumentar de tamanho
Verifica-se também um aumento do ritmo cardíaco e aumento da tensão muscular.
Nos momentos de maior excitação sexual podem aparecer pequenas gotas de fluído segregado pelas glândulas de Cowper que saem para o exterior e que frequentemente transportam espermatozóides vivos.

O tempo que leva à erecção pode variar de homem para homem. Nos rapazes mais novos é normalmente mais rápida.

[Continua na página seguinte]

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.