Dezembro foi mês de Natal - Médicos de Portugal

A carregar...

Dezembro foi mês de Natal

1 Fevereiro, 2005 0

A Câmara de Odivelas decidiu aproveitar o espírito natalício para sensibilizar os seus muní­cipes para a pandemia da SIDA.

Através de uma campanha promovida pelo seu Gabinete de Saúde, promoveu uma série de eventos, que tiveram lugar durante o mês de Dezembro, relacionados com a SIDA.

A campanha, intitulada «Este Natal dê um presente à vida… Ajude a prevenir a SIDA!», pretendeu, segundo a vereadora responsável pelo Gabinete de Saúde, Dr.ª Natália Santos, «educar e informar acerca das questões que consideramos fundamentais na saúde. Nesta perspectiva, a problemática da SIDA é fulcral. Ainda não há cura, pelo que só a prevenção apresenta uma solução válida».

Uma das maiores preocupações é a transversalidade da SIDA, que não olha a sexo, idade, estrato social ou outros. Segundo a vereadora, «dados recentes mostram que a SIDA está a começar a afectar em maior número as mulheres e os idosos. Este facto é bem sintomático das características desta epidemia, que não discrimina, mas que causa discriminação».

Atendendo a estes factos, a campanha deste ano teve a preocupação de tentar alcançar diversas faixas etárias, classes sociais e etnias.

No que respeita aos jovens, foi lançado o desafio, através de um concurso, para criarem um cartaz alusivo à SIDA e à prevenção, tendo o vencedor recebido um prémio pecuniário de 350 euros.

De acordo com Natália Santos, «foram mais de 100 intervenientes, entre alunos, professores e encarregados de educação, num total de 25 trabalhos divididos por sete escolas do município».

Além deste concurso, a campanha de rua, que se prolongou por todo o mês de Dezembro, pretendeu alertar os munícipes para a problemática do VIH/SIDA, tentando sensibilizar todos para a prevenção, uma vez que a transmissão do vírus depende muito dos comportamentos que cada indivíduo adopta na vida. Inserida nesta campanha de rua estive­ram em destaque os materiais utilizados, nomeadamente um folheto informativo sobre o VIH (distribuído em todas as caixas de correio), mupis, cartazes nas instalações municipais, autocolantes nas viaturas municipais e laços para todos os funcionários.

Pelo terceiro ano, decorreu o ciclo de cine­ma «VIH/SIDA no Cinema e em Debate», nos Cinemas Warner Lusomundo do Odivelas Parque, sendo cada filme relacionado com esta epidemia e direccionado a um grupo etário específico, desde o ciclo básico até à terceira idade. Após a exibição do filme, seguia-se o espaço de debate, com a presença de diversas entidades e especialistas na área.

Numa perspectiva de futuro, manter-se-ão alguns programas da autarquia que se têm revelado de sucesso.

«A campanha de troca de seringas no concelho, resultante de uma parceria com a Associação Nacional das Farmácias e com a Comissão Nacional de Luta Contra a SIDA, cifrou-se na recolha de mais de 6000 seringas durante o ano de 2004», anunciou Natália Santos, continuando:

«Para o primeiro semestre de 2005, está prevista a abertura de um Centro de Atendimento para infectados e afectados pelo VIH/SIDA, com apoio jurídico, domiciliário e social, bem como a passagem do CAD móvel pelo concelho, que permitirá a todos os munícipes efectuar o rastreio do VIH/SIDA, com aconselhamento pré e pós-teste.»

Estas iniciativas estão associadas ao Gabinete de Saúde, sendo o do Município de Odivelas um dos poucos existentes no país, revelando uma preocupação pela população residente em relação aos cuidados de saúde. Não podendo a edilidade interferir nas administrações dos hospitais e centros de saúde, resta-lhes tentar facultar o maior número possível de informação, formação e sensibilização para a adopção de comportamentos seguros e de prevenção.

Páginas: 1 2 3

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.