Pele: Tratar depois do Verão - Página 2 de 4 - Médicos de Portugal

A carregar...

Pele: Tratar depois do Verão

2 Setembro, 2014 0

Sobre o rosto e o pescoço deve ser espalhada uma quantidade generosa de creme, massajando-se com os dedos em movimentos circulares. Retira-se com ajuda de dois algodões embebidos em água tépida ou, se a pele for mais resistente, com duas esponjas próprias para limpeza do rosto, fazendo um pouco de pressão mas sem movimentos bruscos. Repete-se este gesto até se sentir a pele completamente livre de creme. A limpeza fica completa com a aplicação de uma loção tonificante, que ajuda a eliminar qualquer vestígio de impureza.

[Continua na página seguinte]

A pele seca exige, posteriormente, um hidratante, que lhe forneça simultaneamente água e gordura. Nos casos de pele bastante sensibilizada, a hidratação diária deve ser reforçada com uma máscara hidratante uma a duas vezes por semana.
Funcionará como um verdadeiro banho para a pele, proporcionando-lhe elasticidade e equilíbrio.

Porém, hidratar a pele por fora não basta, há que hidratá-la por dentro: ou seja, não basta encharcar-se de cremes, é preciso ingerir líquidos, incluir na alimentação alimentos que sejam eles próprios fontes de água, como a fruta.

 

Depois da praia, esfoliar

A esfoliação é o processo estético através do qual se conquista uma nova pele. E tudo graças às pequenas partículas esféricas que constituem os produtos esfoliantes e que, passadas sobre a pele, funcionam como uma lixa.

Vejamos como fazer para “trocar” de pele:

• o produto esfoliante deve ser aplicado sobre a pele húmida, em suaves movimentos circulares e ascendentes, de modo a penetrar totalmente;

• joelhos, cotovelos e calcanhares devem merecer uma atenção especial, pois são as regiões do corpo que mais constantemente estão em atrito;

• manchas, sinais ou varizes devem ser evitados, pois há o risco de se causar uma inflamação;

• use uma luva adequada para seu uso exclusivo e mantenha-a sempre limpa: é que as células mortas são excelentes portadoras de bactérias;

• depois de espalhado o esfoliante, remova-o com água abundante e seque o corpo com uma toalha de algodão ou papel absorvente, em toques leves;

• no rosto, use um esfoliante menos abrasivo, indicado para peles mais sensíveis;

• não faça esfoliação após uma exposição ao sol ou depilação, nem quando a pele estiver desidratada;

• faça movimentos suaves, não vale a pena esfregar, pois só contribui para sensibilizar a pele;

• o ideal seria duas esfoliações por mês, respeitando o ritmo natural de renovação celular.

Depois de uma esfoliação, é só exibir a sua “nova” pele: suave, bem tratada.

São as células mortas as responsáveis pelo aspecto seco e ressequido da pele depois do Verão. É uma pele com falta de água, que anseia por ser hidratada e tornar-se mais flexível. É por isso uma pele sensível, que tem nos raios solares um dos seus inimigos.

Mas não só. A combinação do sol com a água do mar e os cloros das piscinas são uma mistura explosiva. Hidratar a pele deve ser um gesto diário, de todo o ano, o segundo acto de uma rotina que começa com o banho.

Páginas: 1 2 3 4

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.