A importância da alimentação - Médicos de Portugal

A carregar...

A importância da alimentação

19 Maio, 2007 0

Em pleno século XXI, e apesar dos conhecimentos científicos entretanto adquiridos a alimentação equilibrada e adequada às necessidades de cada indivíduo ainda é uma utopia a atingir para muitos milhões de seres humanos deste planeta.

Erros alimentares mais frequentes em Portugal

• Elevado consumo de sal
O elevado consumo de sal é responsável pela elevada prevalência de doenças como a hipertensão arterial, cancro do estômago, doenças cérebro-vasculares e cárdio-circulatórias.

• Elevado consumo de bebidas alcoólicas
Portugal encontra-se entre os maiores consumidores mundiais per capita de álcool. Problemas psico-sociais e afectivos, cirrose hepática e diversos acidentes de viação e de trabalho têm no elevado consumo de álcool o seu grande responsável.

• Elevado consumo de gorduras
Doenças cardiovasculares, dislipidemias e obesidade são causadas pelo elevado consumo de gorduras na nossa alimentação.

• Elevado consumo de açúcar e alimentos açucarados
Os doces e bebidas açucaradas, quando consumidos em excesso, podem contribuir para o desenvolvimento de doenças como a obesidade, diabetes e a cárie dentária.

• Reduzido consumo de alimentos ricos em fibras
Hortaliças, legumes e frutos são excelentes fornecedores de fibras alimentares, vitaminas e minerais. Sabemos que o seu reduzido consumo está relacionado com o aumento da prevalência de doenças como a obstipação e alguns tipos de neoplasias.

• Saltar refeições e não tomar o pequeno-almoço

Começar o dia sem tomar o pequeno-almoço é um erro alimentar muito frequente. As suas consequências são hipoglicemias matinais, falta de atenção, diminuição do rendimento intelectual na escola e no trabalho, entre outras.

Saltar refeições intercalares, como as merendas da manhã e da tarde contribui para a perda da massa muscular, que é consumida para produzir a glicose essencial ao funcionamento das células, nomeadamente dos neurónios.

Algumas regras para uma alimentação saudável

Uma alimentação saudável e equilibrada é uma das condições necessárias para viver uma vida longa e plena. Em seguida, enunciam-se algumas regras para uma alimentação saudável:

Evitar todos os erros alimentares anteriormente referidos.

A Alimentação deve ser muito variada, tendo em conta as recomendações emanadas pela Roda dos Alimentos Portugueses.
(Promover um consumo adequado de alimentos do grupo dos legumes e frutos (43% do total diário a ingerir), devido à sua riqueza em fibras alimentares, vitaminas (Vitamina C, vitaminas do complexo B e beta-carotenos) e minerais.

Restringir o consumo de calorias totais (adequar as calorias ingeridas às necessidades reais e à actividade desempenhada).

Preferir preparados culinários mais saudáveis como cozidos, cozidos a vapor, assados, grelhados e estufados. Evitar consumir fritos e refogados. Rejeitar sempre as partículas queimadas resultantes da confecção dos alimentos (nomeadamente nos fritos, assados e grelhados).

Fazer 5 ou 6 refeições diárias, distribuindo assim as calorias ingeridas de forma harmoniosa.

Ter o cuidado de comer calmamente, mastigando e ensalivando bem os alimentos.

Ingerir água, infusões, tisanas e chá ao longo do dia. Nunca esquecer que durante o Verão as necessidades hídricas aumentam.

Adoptar hábitos saudáveis como praticar desporto, não fumar e tentar viver de forma calma e sem stress.

É preciso investir diariamente na nossa saúde, alterando comportamentos alimentares, para ser possível colher os bons frutos desse investimento no futuro, que se pretende longo e saudável.

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.