Cárie dentária: a doença mais prevalente em todo o mundo - Médicos de Portugal

A carregar...

Cárie dentária: a doença mais prevalente em todo o mundo

3 Julho, 2012 0

Todos nós sofremos de cáries dentárias ao longo da vida mas é possível prevenir o seu aparecimento através de uma boa higiene oral. A Direcção Geral da Saúde revelou num estudo que aos seis anos de idade já 49% das crianças tinham cáries em pelo menos um dente. Números preocupantes que importam ter em atenção para que a saúde oral comecem desde muito cedo.

A palavra cárie é originária do latim e significa “podre”. A cárie dentária é a doença mais prevalente de todo o mundo e por isso um grave problema de saúde pública. Existem registos desta doença em todos os povos, em todas as raças e culturas e em todas as épocas. Em 2003, o relatório de saúde oral da Organização Mundial de Saúde estimou que esta doença afecte entre 60% e 90% da população escolarizada e uma vasta maioria dos adultos.

Em Portugal, tal como nos restantes países desenvolvidos, tem vindo a verificar-se nas últimas décadas uma diminuição da sua prevalência. No entanto, apesar desta diminuição, o último estudo da Direcção-Geral da Saúde, em 2005, verificou que aos seis anos de idade já existem cerca de 49% das crianças com pelo menos um dente afectado por cárie.

A cárie dentária resulta de um desequilíbrio entre os processos de desmineralização e remineralização que ocorrem entre a superfície dentária e a saliva. Quando este desequilíbrio se mantém resulta numa maior desmineralização, e se prolongado por um longo período de tempo leva a perda de material dentário e à formação de uma cavidade. A cárie é uma doença complexa que tem na sua origem bactérias cariogénicas, existentes na cavidade oral. Estas bactérias têm a capacidade de aproveitar os hidratos de carbono que ingerimos na nossa alimentação, produzindo ácidos, que são os responsáveis pela desmineralização do dente.

 

Como prevenir

Embora seja uma doença muito comum, pode ser prevenida na maioria dos casos. Para a sua prevenção são muito importantes bons comportamentos de higiene oral e alimentares. Assim, os cuidados de higiene oral devem incluir a escovagem dos dentes pelo menos duas vezes por dia. Uma escovagem deve ser realizada obrigatoriamente antes de dormir e a outra após uma das refeições, por exemplo o pequeno-almoço. Para complementar a escovagem deve ser utilizado o fio ou fita dentária, pois a escova não tem a capacidade de higienizar as superfícies entre os dentes.

Relativamente à alimentação, devem evitar-se os alimentos cariogénicos, como os doces, as bolachas e os refrigerantes açucarados, especialmente entre as refeições. Ou seja, se lhe apetecer comer alguma coisa doce deve fazê-lo como sobremesa e à refeição. Também não deve esquecer que, após a escovagem dos dentes à noite, não devem ser ingeridos alimentos ou bebidas ao deitar.

Além destes cuidados deve utilizar, durante a escovagem dos dentes, uma pasta com flúor. Este elemento promove a remineralização dos dentes e diminui a sua desmineralização, sendo por isso bastante importante na prevenção da cárie.

Por último, para manter a saúde da sua boca e dos seus dentes deve visitar o dentista com regularidade – deste modo pode detectar precocemente alguma lesão de cárie e evitar tratamentos mais demorados, mais invasivos e também mais dispendiosos.

Páginas: 1 2

ÁREA RESERVADA

|

Destina-se aos profissionais de saúde

Informações de Saúde

Siga-nos

Copyright 2017 Médicos de Portugal por digital connection. Todos os direitos reservados.